Saiba como funciona o marketing de conteúdo para universidades

Saiba como funciona o marketing de conteúdo para universidades

A quantidade de estudantes de ensino superior no Brasil deu um grande salto nos últimos anos. De 2006 a 2016 o salto de matrículas foi de 62,8%, de acordo com dados do Ministério da Educação divulgados em agosto de 2017. Neste levantamento mais recente, o MEC constatou que o número de pessoas no ensino superior ultrapassa os 8 milhões. Ou seja, é um mercado extenso e que tem muito potencial para crescer, porque o número de universitários no país ainda é considerado baixo. Contudo, para cativar esse público, é imprescindível produzir conteúdo de qualidade. E uma estratégia de marketing de conteúdo para universidades pode ser extremamente eficaz nesse sentido.

Primeiramente porque os jovens que desejam cursar uma graduação pesquisam antes de tomar a decisão. Afinal, é uma escolha para a vida. E mesmo nas situações em que a família orienta essas pessoas a optarem por determinada carreira, a disponibilização de informações úteis e confiáveis a respeito das profissões, do mercado, da realidade salarial, e de especializações possíveis, por exemplo, podem contribuir para um diálogo mais proveitoso e qualificado dentro dessas casas.

O fato é que o marketing de conteúdo é um recurso que vai ao encontro dos interesses de quem busca informações sobre qual universidade estudar e qual curso realizar. A publicidade tradicional já não chama mais tanta atenção, não cativa, não tem tanta credibilidade para aqueles que realmente querem aprender e ganhar um lugar de destaque na profissão que decidiram seguir. Basta ver pesquisas recentes, como a Conceito Preliminar de Curso (CPC), também do Ministério da Educação: apenas 1,9% dos cursos de graduação tiveram avaliação máxima do MEC.

Utilizar um método qualificado de diálogo com o público que está atento a essa realidade é ter espaço para explicar a política pedagógica da instituição, o cuidado com pesquisa e extensão, os esforços para o oferecimento de uma infraestrutura qualificada, um corpo docente respeitado e a constituição de métodos testados e aprovados. Quer dizer, uma publicidade tradicional, além de ter pouco espaço para falar de tudo isso, também pode passar batida.
Então, temos o seguinte: o público pré-universitário está buscando informação de qualidade sobre o que e onde cursar. A publicidade tradicional já não dialoga tanto com essas pessoas, que já não acessam os meios tradicionais de informação, como a TV, o rádio, jornais e revistas. Enquanto isso, o marketing de conteúdo oferece:

  • Uma estratégia calculada e qualificada, de fácil mensuração, para contato com o público-alvo;
  • A conexão com o comportamento desse público;
  • A atuação nos meios em que essas pessoas buscam informações (na internet, principalmente por meio de blogs e redes sociais).

Por esses canais é possível:

  • Destacar, com dados, recursos multimídia e conteúdo qualificado todos os diferenciais da sua instituição;
  • Oferecer conteúdo completo, dinâmico e com alto desempenho para pessoas que estão buscando essas informações;
  • Comunicar-se de uma forma não invasiva, buscando um diálogo por um meio em que as pessoas estão abertas ao que você tem a dizer.

Diante dessas informações, pode ser que exista algum receio e, de alguma forma, um pensamento de que, seja de qual tipo for, o marketing não é lá tão necessário. A tradição, a presença na comunidade e o reconhecimento do mercado já são suficientes para conquistar novos alunos, certo? Não exatamente! O marketing de conteúdo oferece a oportunidade de utilizar todos esses atributos a favor da sua instituição. É preciso dizer isso! Lembre-se: muitas instituições ganham os alunos oferecendo esse tipo de conteúdo direcionado. Os argumentos são vários: facilidade, horários dinâmicos, mensalidades reduzidas, menor tempo para obtenção do grau acadêmico. Portanto, é preciso que sua instituição esteja presente, demonstrando em que faz a diferença.

Marketing de conteúdo para universidades mostrarem a que vêm

Se o diferencial da universidade são os projetos de pesquisa e extensão, o marketing de conteúdo oferece diversas ferramentas para mostrar essas ações e ressaltar a preocupação da instituição com essas práticas.
Caso o forte seja a flexibilidade na composição da grade e dos horários, histórias de alunos que conseguem organizar melhor a rotina casa-trabalho-estudos podem fazer a diferença entre os que buscam essa realidade.

Se a facilidade de pagamento das mensalidades é o que mais merece ser destacado, esse item pode ser bastante mencionado ao lado das ações pedagógicas, mostrando que flexibilidade de pagamento e mensalidades reduzidas não implicam em menor qualidade.

Ainda há espaço para falar do que a universidade faz, dos artigos publicados em revistas científicas por alunos e professores, projetos comunitários, programas de pós-graduação, enfim, uma série de atividades que ficariam ocultas caso não houvesse um meio para falar delas. E se elas fossem trabalhadas em mídia tradicional, de repente não surtiriam o efeito positivo e converteriam menos interessados em alunos do que se fosse estabelecida uma estratégia de comunicação assertiva.

E fazer marketing de conteúdo não é simplesmente alimentar um blog e divulgar os posts nas redes sociais, não. O sucesso da estratégia está em implantar um planejamento estratégico digital que vai elencar ações que devem ser feitas para acompanhar os interessados até virarem alunos efetivamente. Isso envolve materiais ricos, como e-books, infográficos e vídeos, posts no blog (que podem ser divididos em categorias para permitir, inclusive, a participação do corpo docente e discente), e-mails marketing e ações controladas nas redes sociais. Tudo isso sendo monitorado e respeitando um passo a passo para oferecer novos conteúdos conforme o indivíduo for se aproximando da instituição.

É uma forma de conquista que vai além de atraí-lo para a matrícula. Serve, também, para fazer com que os alunos vistam a camisa da universidade, levando o nome dela para seus amigos e promovendo o famoso marketing boca a boca, tão importante para ganhar credibilidade. Além disso, com alunos mais engajados, a evasão diminui, porque o seu público vai conhecer a instituição, as possibilidades, os diferenciais e a importância de se formar ali. E mais: pode voltar após a graduação para continuar os estudos.

Por isso, conheça as possibilidades do marketing de conteúdo para levar a sua universidade e os projetos que ela desenvolve mais longe. Conquiste novos alunos e confirme seu protagonismo na sua comunidade de um modo qualificado e extremamente adequado para um ambiente científico e de promoção do conhecimento.

Se você quiser entender melhor como o marketing de conteúdo é capaz de fazer tudo isso e compreender em detalhes de que maneira se poderá alcançar os resultados exemplificados aqui, fale com a gente! Estamos abertos para receber suas dúvidas e contribuir para que suas ações adquiram ainda mais amplitude.

Clique aqui e baixe grátis o e-book sobre Marketing de Conteúdo

Tópicos:

Comentários