Saiba como fazer e-mail marketing perfeito

Saiba como fazer e-mail marketing perfeito

Se você abrir a sua caixa de entrada de e-mails neste momento, é possível que encontre por lá alguma mensagem enviada por uma empresa ou instituição que pretende mostrar seu conteúdo ou vender seus produtos, não é? Mas será que todas elas sabem como fazer e-mail marketing?

Apesar de nem todas as empresas seguirem as boas práticas, essas mensagens têm sido cada vez mais utilizadas como uma forma de aproximar empresas e consumidores. E a preferência por essa forma de comunicação não é à toa: uma pesquisa realizada pela empresa americana Pew Reseach Center demonstrou que 92% dos adultos com acesso à internet utilizam e-mail, o que faz desse canal uma ótima maneira de conversar diretamente com os clientes.

É claro que o e-mail marketing não é algo novo. Os usuários mais antigos da internet devem se lembrar do boom que foi uso dessa alternativa a partir da década de 1990. O problema é que existem muitas empresas que continuam usando essa ferramenta de maneira incorreta. Assim, o e-mail marketing pode acabar se confundindo com spams, colocando em risco toda a estratégia de comunicação com o cliente.

Para evitar que isso aconteça e para tornar a sua comunicação por e-mail eficiente, é importante implementar boas práticas para o uso deste recurso. Por isso, neste artigo, abordamos algumas dicas para que a sua empresa saiba como fazer e-mail marketing para conquistar os clientes e gerar bons resultados. Confira!

Construa sua própria lista de e-mails

O primeiro desafio de quem pretende investir em e-mail marketing como forma de comunicação com os clientes pode ser, justamente, criar uma lista de contatos para enviar as mensagens. Assim, muitas empresas acabam comprando listas de e-mails prontas, o que é um dos principais erros quando falamos em como fazer e-mail marketing.

Isso porque ninguém gosta de receber um e-mail de uma lista para a qual não se cadastrou e não tem nenhum interesse. Com isso, em vez de conquistar um cliente, a empresa acaba causando incômodo e prejudicando a imagem do próprio negócio.

Outro problema das listas prontas é que elas abrangem e-mails inválidos, o que pode fazer com que os provedores percebam que a lista é comprada e acabem gerando penalizações ao remetente. Por isso, a melhor opção para as empresas é criar a própria lista de e-mails a partir do cadastro feito pelos próprios clientes ou pessoas interessadas no seu conteúdo, dando ao seu público a chance de escolher se quer ou não receber o conteúdo.

Para isso, a empresa pode convidar o cliente a assinar sua newsletter ou a receber os seus materiais por meio de mensagens em seu blog ou site. No cadastro, é possível solicitar o nome e o e-mail do cliente e, se quiser, também pode pedir o preenchimento de outras informações, tomando cuidado para não ser muito invasivo ou pedir dados em excesso.

O ideal, no entanto, é que nesta primeira etapa o formulário seja simples e prático. Pedir informações demais gera desconfiança, receio e desistência.

Escolha uma boa ferramenta de e-mail marketing

Com a lista de e-mails pronta, o próximo passo é definir qual é a melhor ferramenta de e-mail marketing para enviar o conteúdo aos clientes. Afinal, gerenciar uma lista de contatos muito extensa pode dar algum trabalho e as ferramentas ajudam a simplificar esse processo.

Existem ferramentas gratuitas e outras pagas que oferecem serviços para gerenciar o envio de e-mail marketing. O importante é avaliar se elas têm tudo o que você precisa para fazer sua estratégia acontecer. Confira algumas das facilidades que uma boa ferramenta deve oferecer:

  • Criação de layouts exclusivos ou disponibilidade de templates prontos, que sejam eficientes e responsivos;
  • Acompanhamento do desempenho dos disparos (quantas pessoas abriram os e-mails, quantas clicaram nos links disponíveis no conteúdo);
  • Segmentação na base de contatos (a ferramenta reconhece as características de cada cliente sobre suas preferências e consegue segmentá-los para as campanhas seguintes?);
  • Personalização de informações para cada cliente, como o nome do contato, por exemplo;
  • Histórico de cliques e engajamento dos contatos.

Esses são apenas alguns dos aspectos que devem ser avaliados ao escolher uma ferramenta de e-mail marketing para a sua empresa. Lembre-se que também é importante pesquisar sobre a credibilidade do software e de que forma ele pode oferecer suporte ao cliente caso ocorra alguma dificuldade.

Aprenda como fazer e-mail marketing e defina sua estratégia

Contar com uma lista própria de contatos e uma boa ferramenta de disparos de e-mail não ajuda em nada se a sua empresa não produzir e enviar um bom conteúdo! Assim, é importante que se defina a estratégia de e-mail marketing ainda antes de começar a utilizar este recurso. Mas de que forma fazer isso?

Primeiramente, é preciso pensar com qual periodicidade os conteúdos serão enviados e quais tipos de materiais estarão nessas comunicações. Quanto à periodicidade, é importante definir uma frequência de envios que não se torne incômoda para o cliente pelo excesso, mas que também o mantenha engajado com o seu conteúdo. Essa periodicidade pode variar de acordo com o segmento da empresa, por isso, é importante estudar qual é a melhor forma para o seu negócio.

Em relação ao tipo de conteúdo, essa regra também vale e, por isso, é importante analisar o perfil da sua base de contatos e da sua empresa. Entre os tipos mais comuns de e-mail marketing estão os de boas-vindas, as newsletters, os promocionais e os sazonais.

No caso do e-mail de boas-vindas, a intenção está no próprio nome e serve para engajar o cliente e oferecer informações importantes sobre o seu negócio a ele. Já as newsletters são enviadas para indicar ao contato os conteúdos ou notícias mais interessantes publicadas pela empresa em um determinado período e que podem ser interessantes para ele.

Os e-mails promocionais servem para oferecer algo ao cliente, que não precisa ser necessariamente o produto que sua empresa venda, mas um e-book sobre algo que tenha a ver com o seu ramo de atuação, por exemplo. Já os e-mails sazonais podem ser enviados em datas importantes para o cliente, a fim de mostrar que sua empresa se lembra e se importa com ele.

Nesse sentido, é preciso pensar que os conteúdos devem ser interessantes para os clientes e que podem ser diferentes de acordo com a resposta do seu público para cada disparo. Por isso a importância de ter uma ferramenta que indique esses aspectos.

Como você viu, o e-mail marketing é uma ótima oportunidade para aproximar clientes e empresas. Porém, para gerar resultados positivos, essa alternativa deve ser utilizada corretamente. Assim, o seu negócio terá uma ótima ferramenta de impulsionamento dos seus contatos, da atração à venda. Ou seja, por meio do e-mail marketing é possível fazer o seu público avançar no seu funil de vendas.

Conheça nossas soluções de Inbound Marketing

Para saber mais, entre em contato com a gente e entenda como podemos ajudar a sua empresa na comunicação com os seus clientes! Se preferir, deixe sua mensagem no espaço abaixo!

Tópicos:

Comentários