Como transformar cursos presenciais em e-learning

Como transformar cursos presenciais em e-learning

Disponibilizar cursos e treinamentos on-line para sua equipe é uma opção mais eficiente e econômica, conforme já explicamos em outros artigos. As vantagens são inúmeras e os resultados, rapidamente comprovados. Entretanto, para que isso realmente aconteça, é preciso que sejam realizados alguns procedimentos na hora de transformar cursos presenciais em e-learning, o que envolve desde o planejamento dos conteúdos até o monitoramento dos participantes em si. Em outras palavras, a modalidade de ensino a distância (EAD) não pode ser resumida à gravação das aulas presenciais ou à leitura de textos na internet.

Sim, esse processo é mais complexo do que parece. Inclusive, o desenvolvimento das lições e dos materiais pode demorar mais tempo do que a preparação dos cursos presenciais, e é por esta razão que o planejamento se torna indispensável. É nele que serão definidos estrutura e formato do conteúdo, plataforma utilizada, contratação de profissionais para o desenvolvimento do curso, prazos, estimativa dos resultados e como o monitoramento será realizado.

O que fazer para transformar cursos presenciais em e-learning

Com o planejamento pronto, é possível colocar o projeto em execução. Confira as as orientações que elaboramos para você!

1 – Prepare o conteúdo

Assim como nos presenciais, o conteúdo é a base de qualquer curso em e-learning. Afinal, eles só existem porque há um conteúdo a ser ensinado, certo? É uma ideia óbvia, mas com ela queremos destacar que o material feito para o ambiente digital não é desenvolvido no formato tradicional. Por isso, o primeiro passo é adaptar o conteúdo que você já tem para o estilo adequado. Assim, pense nas seguintes questões:

  • Direitos eletrônicos: antes de elaborar os materiais para o ambiente eletrônico, é importante já saber quem vai deter os direitos deles, principalmente se você decidir contratar uma empresa especializada para essa tarefa. Converse sobre isso e já estabeleça este aspecto no contrato, a fim de evitar futuras dores de cabeça.
  • Armazenamento das informações: todo o conteúdo que você já tem para o curso deve ser organizado e armazenado em um lugar específico, como a intranet, a nuvem ou ambos os locais. Estabeleça quem terá acesso a ele e como isso será feito. Uma dica é já ter um inventário com essas informações meses antes de começar o planejamento do curso on-line.
  • Controle sobre a atualização: tão importante quanto reunir todo o conteúdo é saber controlar a atualização dele. Afinal, cursos e treinamentos precisam ser atualizados para  acompanhar o desenvolvimento do mercado, certo? Dessa forma, defina como será o acompanhamento para a atualização dos materiais, quem vai desenvolvê-los, se as versões antigas serão mantidas ou não e até mesmo se será utilizada alguma ferramenta para classificar e organizar todo o material.
  • Formato: defina a estrutura do curso, considerando em que formatos o conteúdo será desenvolvido (texto, vídeo, áudio, infográfico, imagens e assim por diante). Isso vai ser importante tanto para adaptar todo o conteúdo para o estilo mais adequado quanto para pensar nele como um todo, estruturando-o de acordo com as necessidades apresentadas.
  • Gerenciamento: por fim, é preciso fazer a gestão do conteúdo, que não deve ocorrer somente na fase inicial, mas também durante e após o processo de conversão para o e-learning. Deixe claro quem será o responsável por coletar e organizar o conteúdo, onde ele ficará armazenado após ser convertido para o formato digital e qual plataforma será utilizada, por exemplo. Ter um sistema de gerenciamento de conteúdo é muito importante para evitar contratempos e manter tudo na devida ordem.

2 – Faça o projeto do curso em e-learning

Quando o conteúdo estiver organizado e os aspectos comentados acima estiverem resolvidos, é hora de projetar como será desenvolvido o curso on-line. Lembre-se de que a dinâmica do presencial e do e-learning são diferentes e, por isso, não se deve apenas gravar as aulas presenciais, conforme já mencionamos no início do texto. E, claro, contar com especialistas no assunto para ajudar sua empresa nesse processo faz toda a diferença nos resultados, pois eles podem indicar as melhores formas para a sua realidade, considerando:

  • A quantidade e o tipo do conteúdo: um dos pontos mais importantes em relação ao conteúdo dos cursos em e-learning gira em torno da complexidade (que varia em cada caso), pois isso é determinante no tempo e nos recursos necessários para o desenvolvimento. Assim, o profissional vai considerar qual é a quantidade de conteúdos novos que precisam ser criados, quantos devem ser atualizados, o tipo de mídia que será utilizado e o formato (síncrono ou assíncrono). O conteúdo deve conter não apenas as informações em si, mas outras formas de aprendizado, como exercícios e animações.
  • Reformulação do curso: enquanto nos cursos presenciais as aulas são estruturadas em capítulos ou lições, constituídos por blocos de conhecimentos bem definidos, no e-learning são utilizados objetos de aprendizagem que podem ser combinados em diferentes lições, de acordo com as necessidades da empresa. O princípio é que cada um dos objetos tem um objetivo de aprendizado.
  • Aprendizagem híbrida: é caracterizada pela combinação de aulas on-line e presenciais. A vantagem é que os participantes podem aprender a parte teórica a distância e otimizar os encontros presenciais para tirar dúvidas e focar na parte prática, que exige o acompanhamento do instrutor. Se você optar por cursos nesse tipo, não se esqueça de que as aulas devem conversar entre si, ou seja, os encontros presenciais precisam complementar as aulas em e-learning e vice-versa para que o curso ou o treinamento faça sentido. Por isso, o conteúdo precisa ser devidamente adaptado.

3 – Desenvolva o curso

Durante o processo de conversão você será apresentado a conceitos e processos típicos do e-learning, que nem sempre são necessários na forma tradicional. Dessa maneira, é preciso se atentar aos seguintes aspectos:

  • Trabalho de um profissional de conteúdo: mesmo que você já tenha o conteúdo utilizado no treinamento presencial, é importante ter um profissional que ajude na adaptação dele para o e-learning. Isso porque além de torná-lo mais adequado para o estudo nos diferentes formatos, ele também vai perceber a necessidade de alguns materiais complementares para que o aprendizado seja eficaz.
  • Desenvolvimento dos recursos de mídia: seja para adaptar o conteúdo em texto, seja para desenvolver áudios, vídeos e animações, é preciso separar tempo e recursos. Quanto mais  complexo for o projeto, mais tempo e dinheiro serão necessários no investimento e isso precisa ser considerado no planejamento.
  • Edição e formatação: para garantir a qualidade necessária do curso, é preciso contar com profissionais dedicados tanto para a criação e revisão do conteúdo quanto para a edição e formatação deles. Textos, gráficos, vídeos e layout da plataforma, por exemplo, precisam ser consistentes para se obter um bom resultado.
  • Padrões de desenho instrucional: como todo material utilizado nas aulas presenciais para o ambiente digital, é necessário definir com o desenho instrucional como e quando utilizar elementos interativos e qual é o objetivo deles em cada aula. Assim, é preciso estabelecer regras que deem consistência no uso desses elementos dentro do curso.
  • Preparação dos instrutores: o fato de um professor/instrutor ter um bom desempenho nas aulas presenciais não significa que ele terá a mesma performance no ambiente digital. Por essa razão, é preciso treiná-lo para utilizar a plataforma, ficar familiarizado com ela e adquirir a confiança necessária para as aulas e o acompanhamento dos participantes.

Esses procedimentos são básicos em um projeto de conversão de cursos presenciais em e-learning e, para que seja feito da melhor forma, exige o auxílio de profissionais especializados na área. Com esse apoio, o projeto de educação corporativa da sua empresa vai alcançar resultados consistentes, impulsionando seu crescimento. Entre em contato com a nossa equipe e descubra como usar a educação a distância para levar conhecimento para seus colaboradores!
Clique aqui e baixe grátis o e-book sobre E-Learning

Tópicos:

Comentários