Marketing de conteúdo para indústrias: como impulsionar o seu negócio

Marketing de conteúdo para indústrias: como impulsionar o seu negócio

Marketing de conteúdo para indústrias. Parece estranho para você? Embora muitos empreendedores ainda não consigam entender a relação entre essas duas áreas, a verdade é que o marketing de conteúdo é essencial para dar visibilidade à marca a partir de ações focadas no relacionamento da indústria com o público-alvo. E, ao contrário do que muitos pensam, isso não é importante apenas para empresas que trabalham com o consumidor final, as B2C. Essa estratégia também é uma verdadeira aliada para alavancar as vendas das indústrias dos mais diferentes segmentos. Por esse motivo, vamos explicar neste artigo como isso acontece.

Para começar, é preciso contextualizar a mudança de comportamento dos consumidores ao longo dos anos. O advento da era tecnológica facilitou bastante o acesso das pessoas às informações e isso impactou diretamente na forma como elas consomem um produto ou contratam um serviço. Se antes as propagandas tradicionais eram suficientes para convencer alguém a comprar, agora ela quer saber como é o processo de produção, por que esse produto realmente vai ajudá-la ou qual é o diferencial dele em relação a outros similares, por exemplo. Em outras palavras, as pessoas pesquisam muito antes de adquirir algo, pois querem ter a certeza de que o investimento vale a pena.

Quando falamos de revendedoras ou mesmo de indústrias que precisam de matéria-prima pré-fabricada para a produção de seu portfólio, a busca por informações é ainda maior. Consequentemente, esses clientes são ainda mais exigentes e, por isso, fazem pesquisas minuciosas no mercado para garantir o melhor custo-benefício sem prejudicar a qualidade do que oferecem. É neste momento em que o marketing de conteúdo vai ajudar sua indústria a ser encontrada por eles.

Marketing de conteúdo agrega valor à indústria

Um ponto importante sobre o marketing de conteúdo é que a estratégia é uma das formas de investir no seu próprio crescimento, pois ajuda no desenvolvimento dos ativos intangíveis. Hoje, bem sabemos que os ativos tangíveis (espaço físico, maquinário, quantidade de funcionários) não determinam sozinhos o valor de uma indústria. É a forma que a marca se posiciona no mercado uma das principais responsáveis por esse valor. Assim, o modo como os consumidores a enxergam, a força que tem diante dos concorrentes e a quais ideais ela é associada, por exemplo, são os elementos-chave para determinar o valor de uma empresa, independentemente do segmento.

Isso significa que uma indústria pode ter um valor bem superior ao das suas instalações físicas porque seus produtos têm um alto valor agregado. E sabe como o marketing de conteúdo ajuda nisso? Ao desenvolver canais com informações precisas, úteis e relevantes para os potenciais clientes, o negócio passa a ser visto como uma referência. Isso porque compartilhar conhecimento sobre a área de atuação vai mostrar às pessoas que sua empresa é especialista e está disposta a resolver seus problemas. A consequência é que você será lembrado com maior facilidade.

Essa estratégia impacta tanto nas indústrias que desenvolvem produtos para o consumidor final, como uma fábrica de computadores, quanto para aquelas que desenvolvem produtos para outras indústrias, como as fabricantes de escapamentos para carros. No primeiro caso, o marketing de conteúdo é utilizado para conquistar os consumidores finais, ressaltando a qualidade dos produtos e aumentando o interesse por eles. Quando os potenciais clientes são revendedores, é possível mostrar com essa estratégia por que vale a pena revender seu produto e de que forma sua marca vai impactar positivamente nos resultados delas.

E se for o segundo caso? Bom, toda empresa quer garantir qualidade ao seu portfólio, por isso é bem exigente em relação à matéria-prima e às peças utilizadas na produção. Para se destacar, portanto, é preciso mostrar o valor do que sua indústria oferece e provar que sua oferta vai proporcionar alto valor para o produto final, garantindo a qualidade tão necessária e exigida pelos consumidores. O marketing de conteúdo vai trabalhar a parceria com seus clientes, focando no princípio de que você pode ajudá-los a crescer, oferecendo sempre o melhor.

Outras vantagens dessa estratégia

E as vantagens do marketing de conteúdo não param por aí. Para ficar bem claro o que sua indústria pode conseguir com uma estratégia bem elaborada, nós listamos os principais benefícios para você:

  • Autoridade: ao compartilhar conhecimento por meio de um conteúdo de alto impacto e relevante para a vida do público-alvo, você não só vai atender às necessidades dele por informações, mas superá-las, oferecendo algo a mais. Com isso, sua marca ganha confiança e, consequentemente, torna-se uma autoridade no mercado.
  • Captação de clientes: conteúdo educativo e relevante, desenvolvido com as técnicas de SEO, proporciona maior visibilidade aos canais digitais da sua indústria, fazendo com que ela seja encontrada com maior facilidade na internet. Como consequência, você consegue chamar a atenção dos potenciais clientes.
  • Aumentar a conversão de vendas: o conteúdo é uma da principais ferramentas para conduzir o público-alvo a fechar negócio e, por isso, deve ser desenvolvido sempre com foco na venda. Ao aumentar a autoridade da marca, é natural que os potenciais clientes passem a priorizá-la durante uma compra, proporcionando mais vendas para você.
  • Fidelização dos clientes: após conquistar os clientes, a estratégia trabalha o relacionamento com eles até que fechem o negócio. A ideia é torná-los tão satisfeitos a ponto de não só fidelizá-los, mas fazer com que indiquem seus produtos.

Como aplicar o marketing de conteúdo para indústrias

A primeira etapa do processo de organização de uma boa estratégia de marketing é compreender bem quem são os potenciais clientes da indústria. Isso significa saber com precisão quem eles são, do que precisam, quais informações procuram, qual é o cargo que ocupam nas empresas e assim por diante. Com esses dados, você vai montar personas que servirão de base para direcionar todas as ações. Dessa forma, o tipo de material produzido, os assuntos abordados e os canais utilizados, por exemplo, serão definidos a partir desses perfis que você criou.

Uma das dúvidas que costuma surgir é em relação aos canais que devem ser utilizados para publicar e divulgar o conteúdo. Bom, a resposta vai depender das pessoas que você quer atingir. De modo geral, uma empresa precisa de um site que deve funcionar como a fachada on-line dela e conter as informações básicas do empreendimento, como história, portfólio, método de trabalho e contato. A ele, você pode aliar as seguintes ferramentas:

  • Blog: este é um importante canal para desenvolver o relacionamento entre sua indústria e os potenciais clientes. Diferentemente do site, ele não deve falar sobre a empresa em si, mas oferecer conhecimento relacionado às soluções que ela oferece.
  • Vídeos e webinars: o formato audiovisual facilita o consumo e a compreensão do conteúdo, principalmente aqueles mais complexos. Por isso, é um dos mais procurados pelas pessoas e proporciona uma taxa alta de engajamento.
  • Podcasts: são uma ótima opção para aqueles que não têm muito tempo de assistir aos vídeos ou ler textos. Com eles, os potenciais clientes podem se informar enquanto realizam uma atividade paralela. Os podcasts podem ser utilizados, inclusive, para complementar os textos com informações extras.
  • E-books e infográficos: esses formatos são caracterizados por informações mais aprofundadas do que aquelas disponibilizadas normalmente no blog. Eles ajudam a captar leads para trabalhar o relacionamento, desde o primeiro momento em que acessam os canais digitais da sua indústria até o pós-venda.
  • E-mails marketing: estes são os principais instrumentos de comunicação direta com as pessoas. Considerados uma das ferramentas mais rentáveis e econômicas, eles são uma excelente forma de aumentar o tráfego nos canais e gerar vendas.
  • Redes sociais: são espaços indispensáveis na estratégia de marketing de conteúdo, pois são os ambientes em que as pessoas mais passam tempo quando estão on-line. Diante disso, elas proporcionam mais visibilidade para a indústria e permitem uma interação melhor entre a marca e os potenciais clientes.

É importante ressaltar que essas informações devem ser discriminadas em um planejamento estratégico, para que todas as ações sejam definidas e devidamente organizadas. Inclusive, um bom plano permite um controle mais eficaz do desenvolvimento dos projetos, evitando que algum detalhe passe despercebido ou mesmo haja uma interpretação errada das tarefas. Depois disso, é preciso mensurar os resultados obtidos para conferir se tudo está caminhando conforme o esperado e adaptar os pontos nos quais é possível melhorar.

Não perca tempo e invista já na estratégia de marketing de conteúdo para sua indústria. E não se esqueça de contar com o apoio de profissionais nessa tarefa. Na Humantech, por exemplo, todas as necessidades da sua indústria e do seu público-alvo são analisadas para que seja desenvolvida uma estratégia de conteúdo realmente eficaz. Continue acompanhando nosso blog, pois nos próximos textos daremos continuidade à série sobre marketing e treinamento corporativo para indústrias!
Clique aqui e baixe grátis o e-book sobre Marketing de Conteúdo

Tópicos:

Comentários