Como escolher palavras-chave para atrair leitores ao seu conteúdo

Quando queremos informações sobre algo, você sabe, basta utilizar aquela caixinha retangular de um buscador para realizar uma pesquisa. O que antes levávamos horas para encontrar, agora está ao nosso alcance com poucos cliques. E para chegar ao resultado que queremos, uma boa combinação de palavras-chave é o suficiente para identificar determinado conteúdo em meio aos inúmeros disponíveis na internet. Mas, do lado de cá, de quem produz este conteúdo, como escolher palavras-chave poderosas para que uma pesquisa envolvendo a sua empresa, serviço ou produto leve até você?

Explicando resumidamente, é preciso identificar quais são as pesquisas mais comuns, quais as palavras ou expressões mais utilizadas nas buscas por meio do Google ou qualquer outro buscador e, a partir desse dado, produzir um conteúdo qualificado. Este conteúdo deve ser recheado com essas palavras e expressões selecionadas. Assim, quando houver uma pesquisa relacionada ao conteúdo que você produziu, o seu texto tem mais chances de chegar até o leitor que você quer alcançar.

Clique aqui e baixe grátis o e-book sobre Blog Corporativo

Partindo dessa explicação, é fácil perceber como esse conjunto de expressões, as palavras-chave, são fundamentais para fazer com que o seu conteúdo seja encontrado, não é mesmo? Assim, podemos afirmar que todos que possuem um site, blog ou loja virtual precisam estar muito atentos ao escolher palavras-chave adequadas para os materiais disponibilizados ao público. Isso porque elas precisam, além de atender às demandas de quem busca informação, também serem visíveis na internet.

Com base nisso, neste post vamos falar um pouco sobre as técnicas e ferramentas que envolvem as palavras-chave. Assim, vamos aumentar as chances desse texto de qualidade que você produz por aí chegar ao seu destino com muito mais facilidade. Confira!

Como funcionam as variáveis em busca das melhores palavras-chave?

Para realizar uma boa pesquisa de palavras-chave existem diversas maneiras bastante eficazes e, até mesmo, ferramentas que otimizam esse trabalho. A profundidade da pesquisa que você pretende realizar irá determinar a necessidade de um ou mais processos.

Então, vamos falar um pouco sobre algumas destas variáveis que são fundamentais para escolher palavras-chave de maneira eficaz? Aqui, trataremos de cinco: volume, dificuldade, oportunidade, intenção de compra e posição atual.

  • Volume: Como o próprio nome sugere, essa variável representa o volume de buscas mensais por um determinado termo no Google. Ou seja, quantas vezes as pessoas digitaram, por exemplo, “marketing digital”, no site de buscas. Essa é uma variável fundamental, afinal, é importante garantir que a palavra-chave que você quer utilizar esteja, efetivamente, sendo buscada. E não esqueça de, ao utilizar uma ferramenta para encontrar o volume de busca, se certificar de que o filtro está limitado às buscas no Brasil.
  • Dificuldade: Continuando com o nosso exemplo, imagine um site especializado em estratégias de marketing. O termo “marketing digital” é exaustivamente utilizado por lá e, por ter muita relevância, esse site já é bem avaliado pelo Google. Quer dizer, ao utilizar o mesmo termo que aquele escolhido por um site gabaritado, conhecido e com audiência orgânica cativa, é pouco provável que novos sites apareçam rapidamente entre os primeiros resultados. Essa variável precisa ser levada em consideração no momento de definir a palavra-chave, optando por uma que diferencie o seu conteúdo e demonstre o quanto você pode oferecer algo mais específico.
  • Oportunidade: Sempre que uma pesquisa é realizada no Google, outros elementos além dos resultados orgânicos também são apresentados. No nosso exemplo, além dos resultados que direcionam a sites e blogs, existe uma infinidade de resultados que direcionam, por exemplo, a vídeos explicativos, fornecedores de conteúdo, técnicas de marketing digital e aí por diante. Embora pouco utilizada, essa variável representa, justamente, a oportunidade de sucesso de determinado termo. Quanto mais elementos extras forem apresentados no resultado, menor será a oportunidade de a palavra-chave conduzir para o seu conteúdo.
  • Intenção de compra: Essa variável ajuda a escolher entre um termo e outro. É utilizada para palavras com alta intenção de compra. Por exemplo, se você tem uma loja que vende artigos esportivos, um termo com alta intenção de compra pode ser “comprar bola de futebol em Curitiba”. Já um termo que indique algo mais abrangente, como “bola de futebol”, pode não ter o mesmo poder de conversão.
  • Posição atual: Essa variável oferece um panorama completo do desempenho do seu site para determinada palavra porque representa a posição atual nessa situação. Com esse diagnóstico, é possível verificar em quais páginas é preciso investir e otimizar o conteúdo para melhorar a posição com base na produção de conteúdo.

Quais ferramentas podem ser utilizadas para escolher palavras-chave?

Falamos até aqui do quanto é fundamental saber escolher palavras-chave na produção de conteúdo, o quanto a utilização delas pode melhorar os seus resultados e quais variáveis precisam ser observadas e analisadas no momento de escolher palavras-chave, certo? Agora, você pode estar se perguntando: como analisar essas variáveis?

Existem ferramentas muito eficientes que podem auxiliar a escolher palavras-chave eficazes para o seu conteúdo, visando atingir com mais eficiência o seu público. Vamos a elas!

  • Google Trends: Com o Google Trends é possível descobrir quais são as pesquisas mais realizadas sobre um determinado termo. Além disso, é possível verificar exatamente quais são as principais consultas e quais são as pesquisas crescentes de maneira mais abrangente, não apenas por termo, mas por tipo de assunto. Outro fator positivo do Google Trends é que ele permite filtrar os resultados por países, estados, período de tempo, categorias e locais de busca, como Google Imagens, Google Shopping, Google News e YouTube.
  • Google Keyword Planner: Recurso gratuito do Google AdWords, o Google Keyword Planner oferece ideias de novas palavras-chave relacionadas ao assunto que você pesquisou. Além disso, informa o desempenho de uma lista de palavras-chave e a possibilidade de criar opções diversas ao multiplicar listas com termos relevantes.
  • Alexa: Analisar a maneira como as pessoas interagem com os sites concorrentes é uma mão na roda, não é mesmo? Pois é exatamente isso que o Alexa possibilita. Mas, antes disso, é preciso que você saiba a segmentação de tráfego dos seus concorrentes, pois o Alexa mede a popularidade de um site a partir de um único algoritmo. Entre as informações disponibilizadas estão: posição do site em ranking global, posição no país e reputação. Além disso, ele mensura uma estimativa da quantidade de visitas diárias, taxa de rejeição e tempo médio de permanência no site.
  • SEMrush: O SEMrush oferece ao usuário uma série de informações relevantes sobre a palavra pesquisada. Com ele, é possível descobrir quais sites aparecem no resultado do Google com cada palavra-chave definida. Além disso, também é possível identificar os sites concorrentes e quais são as palavras-chave utilizadas por eles que mais atraem consumidores. Outro fator positivo do SEMrush é que ele ajuda a descobrir os termos adquiridos pelos concorrentes no Google AdWords, o investimento mensal e o tráfego orgânico gerado por resultados orgânicos e patrocinados.

Essas são algumas ferramentas que podem auxiliar a escolher palavras-chave com potencial de converter em resultados surpreendentes. Com elas e com as variáveis que citamos no tópico anterior, você não cometerá o erro de apostar em termos muito genéricos, capazes de prejudicar o alcance do seu conteúdo. Em contrapartida, elas também evitam que você feche demais o seu leque, impedindo que você atinja o seu público-alvo por escolher palavras-chave específicas demais.

Foque em uma palavra-chave e utilize-a ao longo do texto

Mas o trabalho não para ao escolher palavra-chave, porque só isso não trará resultado algum. É preciso concentrar suas forças na hora de criar conteúdo. Para isso, ter uma palavra-chave em foco é fundamental e a maneira como ela será distribuída ao longo do texto é parte do sucesso do seu conteúdo.

Voltando ao nosso exemplo de uma pesquisa que tem como objetivo conhecer mais sobre marketing digital, fica evidente que, entre as palavras-chave, alguns termos não podem faltar: “técnicas de marketing digital” e “conteúdo para internet” são, provavelmente, aquelas que formarão o conjunto pesquisado pelos interessados no tema.

A partir daí, se você escolher “como fazer marketing digital” como sua palavra-chave em foco, visto que o termo é mais específico à pesquisa, é preciso distribuí-la de maneira que o Google entenda a relevância do seu artigo. Melhor dizendo: é necessário deixar claro aos robôs dos buscadores que o conteúdo que você produziu trata deste assunto especificamente e pode ser útil ao leitor que quer esse tipo de informação.

Para conseguir isso, também há algumas dicas! De modo geral, essa palavra precisa constar, necessariamente, no título, na descrição do texto (meta descrição), no primeiro parágrafo e estar distribuída ao longo do artigo algumas vezes.

Estar no título parece óbvio, já que é por ele que o leitor se baseia na hora do clique. Na meta descrição tem o poder de conquistar o leitor no momento da busca. Já a utilização da palavra ao longo do texto, assim como no primeiro parágrafo, tem como objetivo afetar a experiência do usuário de maneira positiva, afinal, prender o leitor é fundamental. Assim, a repetição moderada das palavras certas garante que o usuário tenha a certeza de que está no lugar certo também.

Porém, cuidado! Como dissemos, essa repetição precisa acontecer de uma forma moderada e muito orgânica. Encher o texto de palavra-chave em foco deixando-o feio, repetitivo ao extremo ou mal escrito pode causar o efeito inverso e penalizar o seu conteúdo nos buscadores. Isso porque os robôs identificam quando existe alguma intenção de fraude para ganhar posições no rankeamento. Portanto, o melhor caminho é, sempre, desenvolver conteúdo qualificado.

Estar na internet trabalhando na conquista de bons resultados por meio da produção de conteúdo é estar mergulhado em um universo vasto e abrangente com inúmeros outros disputando o mesmo espaço. Então, usar técnicas e ferramentas que possam contribuir para que você se destaque é fundamental. Por isso, não perca tempo e teste todas as dicas que deixamos por aqui!

Para qualificar ainda mais sua atuação na rede, baixe gratuitamente um infográfico que explica de maneira prática e simples o passo a passo para o marketing de conteúdo garantir mais resultados para a sua estratégia digital:

Clique aqui e baixe grátis o infográfico sobre o que fazer para o marketing de conteúdo dar resultado

Compartilhe este post com seus amigos e deixe o seu comentário! Se precisar de mais informações sobre o assunto ou quiser auxílio para melhorar a sua estratégia ao escolher palavras-chave, entre em contato conosco! Estamos à disposição para atendê-lo!

Tópicos:

Comentários